Descrição

A julgar pela qualidade do trabalho, Djavan não passou pela chamada “síndrome do segundo disco”, que geralmente aparece após um estrondoso sucesso de estreia. Lançado em 1978 pela gravadora Odeon, cujo acervo atualmente pertence a Universal Music, ‘Djavan’ é um disco que atesta a consagração nacional do jovem cantor, compositor e músico alagoano obtida com ‘Flor de lis’ e ‘Fato consumado’, faixas de ‘A voz, o violão e a música de Djavan’, disco de 1976. A diversidade de gêneros e ritmos que viria a ser tão característica na obra do artista já estava presente neste segundo LP. O samba ainda predomina, destacando-se em faixas como ‘Serrado’, ‘Alagoas’ e ‘Samba dobrado’, mas as canções mais introspectivas, como ‘Álibi’ e ‘Dupla traição’, ganham notoriedade. O compositor começou a despertar o interesse de grandes intérpretes da MPB, como Maria Bethânia, que naquele mesmo ano gravou ‘Álibi’ no disco homônimo de retumbante sucesso. Acompanhado por grandes músicos, como Luizão Maia e Paulinho Braga, e por uma orquestra completa, ‘Djavan’ tem arranjos assinados por Eduardo Souto Neto, Dori Caymmi e Gilson Peranzzetta, além do próprio Djavan, já considerado uma nova estrela da MPB.

LP:
A1. Cara De Índio
A2. Serrado
A3. Água
A4. Álibi
A5. Numa Esquina De Hanói
A6. Minhã Mãe

B1. Alagoas
B2. Estória De Cantador
B3. Nereci
B4. Samba Dobrado
B5. Dupla Traição

Informação adicional

Peso 1.500 kg
Dimensões 17 × 2 × 19 cm

Compartilhe sua opinião sobre o produto!

Deixe-nos saber o que você acha...

O que as pessoas estão comentando

There are no contributions yet.

×

Entrar

Cadastre-se

Uma senha será enviada para seu endereço de e-mail.

Continue as a Guest

Don't have an account? Sign Up